O que são os créditos de energia solar? Entenda tudo sobre!

créditos de energia solar

Quer ver como funcionam os créditos da energia solar? Neste post, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Confira, a seguir!

A Resolução Normativa 482/12 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) instituiu o sistema de compensação de energia, popularmente conhecido como créditos de energia solar.

Muitos indivíduos e empresas começaram a perceber os reais benefícios da energia solar por meio desse acréscimo à legislação do país. Afinal, o sistema fotovoltaico converte tudo o que é gerado em eletricidade e traz economia e outras vantagens.

O que são créditos de energia solar?

A unidade produtora gera créditos de energia solar a partir da energia que gerou em um determinado período, mas não usou.

Dessa maneira, uma vez que a energia produzida foi usada para abater o valor da sua conta de luz, o excedente é devolvido à concessionária de energia elétrica da sua região.

Existem, posteriormente, duas possibilidades de uso desse excedente: utilização para faturas de luz — caso você não tenha produzido suficientemente em determinado mês, por exemplo — ou direcionar para outros imóveis de sua titularidade (o chamado autoconsumo remoto).

Tenha a energia solar no seu negócio ou residência!

Clique aqui e saiba como podemos te ajudar!

Como funcionam os créditos da energia solar?

Todo consumidor cativo tem direito a participar do sistema de créditos de energia solar.

Ou seja: os consumidores que têm os seus imóveis vinculados a uma concessionária de distribuição de energia elétrica. Isso porque, existe outro perfil — o consumidor livre —, mas que se caracteriza por obter a energia elétrica de distribuidoras ou mesmo de comercializadores independentes. Logo, não é possível que eles tenham compensações por meio dos créditos solares.

O que nos leva a relembrar o que acontece com o funcionamento dos painéis solares em uma unidade geradora de energia: o sistema absorve a luz solar e converte-a em energia, enviando-a à distribuidora de energia elétrica da sua região.

Assim, todo o seu consumo é abatido pela produção gerada ao longo desse período, mas existem os créditos que ficam armazenados para uso posterior ou aplicá-lo para abater o consumo de energia elétrica em outras unidades de sua titularidade.

Quanto tempo duram os créditos da energia solar?

Todo crédito de energia solar tem validade máxima de 60 meses, cujo prazo é contado a partir da data de recebimento dos créditos.

Ou seja: tudo aquilo que você não produzir pode ser usado, posteriormente, em um prazo máximo de 5 anos após a geração de energia por meio do sistema fotovoltaico.

Como funciona a transferência de créditos solares?

Como funciona a transferência de créditos solares

Como destacamos, você pode usar os créditos de diferentes maneiras, mas o armazenamento para uso futuro é um dos mais populares.

Vale observar, contudo, que existem outros meios de geração e distribuição da energia gerada. Veja quais são, abaixo!

Autoconsumo remoto

O autoconsumo remoto permite que você use o excedente de energia elétrica gerada por meio dos painéis solares, mas para abater o valor na conta de luz de outros imóveis.

Claro que existem algumas regrinhas com relação a isso. Por exemplo:

Geração compartilhada

A modalidade de geração compartilhada acontece por meio da criação de cooperativas ou consórcios de energia solar. Assim, pessoas com um objetivo em comum podem ter o excedente de energia gerada transferido para as suas unidades consumidoras (seus lares).

Geração em condomínios

Existe, também, a geração em condomínios. Trata-se de um meio de produção de energia por meio do sistema fotovoltaico que abastece um condomínio.

O que pode ser feito tanto para as áreas comuns, apenas, quanto para a distribuição nos apartamentos ou nas outras casas do condomínio também.

Nesses casos, contudo, o que foi gerado a partir das placas para produção de energia solar é distribuído em partes iguais (para as unidades consumidoras e áreas de uso comum).

Como receber crédito de energia solar?

A compensação do valor da conta de luz ocorre quase que de imediato junto da instalação de um sistema de compensação de créditos de energia.

E para receber os créditos, basta que a produção mensal de energia exceda a quantidade que o seu imóvel consumiu nesse período. Como destacamos, acima, esse excedente vai ser convertido em créditos de energia solar.

Essa é a maneira pela qual você recebe os créditos, e fica com a distribuidora de energia elétrica da sua região como uma forma de empréstimo a ela.

Como os créditos podem ser utilizados?

A energia solar não gera renda diretamente, mas reduz gradualmente a conta de eletricidade, resultando em uma economia mensal que se acumula como um retorno sobre o investimento.

Os créditos de energia solar podem ser usados para reduzir sua conta de eletricidade até 60 dias após serem produzidos, o que vale a pena observar.

Você também pode usar o crédito como distribuidor para outras unidades de sua propriedade. Assim, se você tiver dois imóveis, todos sob a mesma distribuidora de eletricidade -, poderá usar os créditos também nessas unidades.

Quanto tempo duram os créditos em energia solar

Vantagens dos créditos de energia solar

Existem ainda outras vantagens em instalar um sistema de energia solar e aproveitar-se dos créditos gerados com o excedente não utilizado mensalmente.

Confira, abaixo, as principais delas!

Isenção de impostos

Hoje em dia, apenas três estados brasileiros não acataram à isenção de cobrança do ICMS para aqueles que possuem um sistema de energia solar: Amazonas, Paraná e Santa Catarina.

No mais, os usuários também desfrutam de isenção do Pis e Cofins por meio da lei n° 13.169 a partir da geração de créditos de energia fotovoltaica.

Custo reduzido

É sempre importante destacar que a redução na conta de luz — que pode chegar a até 95% mensalmente — é um dos grandes benefícios da energia solar.

E quando o excedente se transforma em créditos de energia solar, a vantagem é ainda mais perceptível e versátil.

Abatimento no Imposto de Renda

Você pode declarar seu investimento em energia solar para fins de imposto de renda como parte de uma melhoria em sua propriedade.

É possível, e isso se traduz em mais uma forma de economia em seu investimento em energia solar.

Evita aumento da conta de luz

A conta de luz o pega de surpresa e aumenta um pouco - talvez por causa de alguns excessos no consumo - durante certos meses. Isso acontece, mas tem um impacto no orçamento mensal.

Os créditos de energia solar permitem que você mantenha essa despesa sob controle. Afinal, você pode usar os créditos gerados mês a mês por até 60 meses.

Evita aumento da conta de luz

Tenha a energia solar no seu negócio ou residência!

Clique aqui e saiba como podemos te ajudar!

Conclusão

Neste post, falamos sobre os créditos de energia solar. Eles são gerados a partir do excedente de energia que os painéis solares produziram, mas que não foram utilizados para abater o valor da sua conta de luz.

O prazo máximo é de 60 meses, mês a mês, e você pode manter esses créditos para uso futuro ou distribuí-los para outras propriedades que você possui e que estão sob a tutela da mesma distribuidora de eletricidade.

Em outras palavras, você paga gradualmente o preço de um sistema de energia solar por meio da economia que faz todos os meses na conta de luz.

Assim, fique de olho em nosso blog e saiba mais sobre as muitas outras vantagens de investir no futuro - em energia renovável - por meio de um sistema de energia solar!